25.10.10

e pela pimeira vez escrevemos sobre a mesma coisa.

23.10.10

Eu gosto de pessoas que não sentem a minha falta.
Nasci no automático. Sempre foi assim.
Pessoas de uma noite, uns dias, poucas horas. Pessoas que ultrapassam a velocidade permitida do diálogo. Eu não pude alcançar e dizer que te gosto, admiro seu jeito instável e completamente exato. Sei lá o que somos. Eu não disse e todas elas foram embora.
Só hoje sinto essa preocupação.

E agora quando juntos percorremos o caminho do desencontro, nos encontraremos no bar da solidão. O que vou dizer além de sentir um aperto no peito e não conseguir ir além de um abraço ou qualquer coisa sussurrada no ouvido. Um pedido de socorro. Um tímido perdão.
Ainda que eu consiga alguma coisa vão dizer que ando fazendo tipo depois de tanto tempo.
Bobagem.
Eu falo sério.
É tão bom e talvez você nunca saberá.

18.10.10

Sonhos Inspiradores

Eu já falei de sonhos.
Eu já falei sobre você.
Todo mundo já sabe: aconteceu de novo.
E foi diferente.
Quer dizer, nem tão diferente assim.

A sua casa era a casa dos meus amigos.
Os seus amigos terminavam meus amigos.
Dessa vez você não sorriu. Um ar preocupado rodeava seus pensamentos. Cansaço talvez, mesmo sendo sábado. E eu nem posso pedir pra você parar de trabalhar. Você não precisa de tanto desgaste. Me preocupei ao ver os teus passos virando as costas pra mim. Isso não aconteceu da última vez.

Mas era a minha vida, de qualquer forma. Forma essa que me mostra que você (ainda) habita em mim. E o pior, tomou conta dos lugares que eu frequento. A diferença é que eu sempre chego quando você vai embora. Aguardei o sonho inteiro do lado de fora com os meus amigos. Que talvez estivessem do lado de fora por você estar ocupando o lugar deles do lado de dentro. Que confusão! Muita confusão.
Acordei atrapalhada e to tentando, mais uma vez, entender o porque de toda essa silenciosa invasão e porque, de novo, em sonhos. Essa sua tática amadora e covarde realmente funciona. E funciona tanto que me inspira. Esquece a dor, o foco é a inspiração.
Sento e escrevo, falo e conto, (re)vivo aquilo tudo por muitas vezes.
Chega a durar um dia todo. Hoje talvez.

O dia tá nublado e a chuva fina não quer parar.
Sinais de que você esteve mesmo por aqui.

13.10.10

Preciso

Preciso escrever, abastecer, estudar, lavar o carro,
tirar o sinte de lá, buscar as crianças, trabalhar, dormir.
Ver filmes, dvds, fazer download, matar saudades.

Enviar fotos, pegar fotos, fazer fotos.
Vídeos, os vídeos estão muito atrasados;
Wii, ter paciência
, tirar o SWU da cabeça,
ser criativa, cuidar mais de mim e ser uma pessoa melhor.
Pagar e receber.
E ainda conseguir lembrar de tudo isso.
O mais difícil.