18.5.10

15.5.10

Já programei tantos encontros pra nós. Tenho tudo pronto pra quando você disser sim. Pude ver a gente rindo, foi num sonho. A diferença é tão grande que chega a ser engraçada a forma como a gente se deixou levar. Ah, como eu esperei para ensinar tudo a ti. Bem melhor que saiba por mim, que faça perto de mim e comigo. Se algo der errado não há braços que confortem melhor do que os meus. Pode chorar. Ninguém vai ouvir. Eu pesquisei sobre isso Amanhã acordarás melhor e voltaremos a rir.

Daqui de onde eu vejo você gosta tanto de mim. Disse que é uma pessoa melhor depois que me deixou entrar na sua vida. Fico horas te olhando, ouvindo as suas aventuras escolares, aí você pára:

- tá me olhando por quê?

- não consigo parar, sou capaz de ficar dias assim; te olhando...

Você pede pra eu parar. Ri timidamente e tudo termina no beijo.

Isso acontece durante muitas vezes ao dia.

Planejei tudo. Só não escrevi o final.

Faltou coragem.

o abraço

O mais inesperado, forte, apertado, sem jeito, envergonhado, distraído, procurado.

O mais conhecedor, o tão esperado, o que deixa saudade, o que dá vontade, onde começa a verdade.

O mais novo, o mais preparado, o já cansado, o certo, sofrido, calado, o tão desejado, o tentador, o proibido, impossível, o só agora revelado. Realizado, inocente.

O que acalma, conforta, o mais difícil de ser encontrado, tão igual, especial, emocionante, inesquecível, tão durável e revelador.

O nosso, o que chamo de meu, o teu abraço.

4.5.10

Dezfina-se

(em 10 segundos, 10 frases, 10 dias, 10 vezes)

Ela não pensa em nada e se pensa faz besteira.
Pode assumir mil faces, mas só quem a conhece reconhece.
Pode se perder na multidão, mas sempre sabe voltar pra casa mesmo sem ter a certeza do caminho.
Sempre falta uma e quase sempre é ela.
Mentiras sineras lhe interessam, um pouco de cultura também, meias verdades, quem sabe.
Uma vida cor de rosa, um romance não vivido e mais um filme visto. Algo que ficou entre a vida real e o faz de conta que ela mesmo criou.
A risada é prolongada; na mesa do bar sempre acompanhada e quer saber, traz mais uma rodada.
A loira de sempre, mas como morena eternizada.
Aconteceu de novo e acontece toda vez que sinto a falta de você, mas foi tão real, por que não pode se normal? Dessa vez achei que fosse a hora, em outras também acreditei ir embora. Eu não estou enlouquecendo! Senti sua mão me tocar, seus olhos a emocionar 'eu estou aqui'... ouvi tua voz chamando por mim, aquele sorriso que é teu, enfim, não vá fugir.
Culpa do tempo que passou demais ou da despedida que ficou pra trás?
Estamos errados, você só não quer voltar.
Não sei quantas iguais ainda posso aguentar, dura poucas horas e pode machucar, segura a minha mão, me tira daqui, mas por favor, não faça disso mais um sonho.